Rede de Excelência da transnacional célula de combustível cooperação em R&D a partir de hidrogênio ...

Plenos parceiros


 

Universidad de Cantabria (Beneficiário principal), Spain

Sítio Web: http://web.unican.es/
logo uc1 O Departamento de UC tem uma grande experiência de trabalho em diferentes linhas de investigação que se encaixam perfeitamente na execução deste projeto: i) Tratamento avançado de efluentes industriais, regeneração e reutilização da água. ii) Processos inovadores de separação utilizando a tecnologia de membranas para separação e purificação de gases (H2). iii) Desenvolvimento e caracterização de novos materiais para aplicações etroquímicas e tecnologias energéticas. iv) Implementação da tecnologia de células de combustível alimentado por H2 e metanol. v) Eletroredução de CO2 para sua valorização em produtos de alto valor acrescentado. vi) Simulação e otimização de processos químicos. vii) Sustentabilidade de Processos e Produtos através do ? Life Cycle Thinking ? para a tomada de decisão sobre padrões de produção e consumo, políticas e estratégias de gestão industrial, valorizando impactos ambientais. O Departamento tem gerido, coordenado e participado em mais de 50 projetos de I+D+i.

Centre National de la Recherche Scientifique, France

Sítio Web: http://www.aime.icgm.fr/

CNRS fr quadri.svg

A equipa de "Agregados, Interfaces e Materiais para Energia" do ICGM tem desenvolvido ao longo dos últimos 20 anos um programa de investigação dedicado ao desenvolvimento de materiais para conversão e armazenamento de energia eletroquímica e para a sua integração e caracterização em dispositivos. O laboratório é pioneiro no desenvolvimento de membranas híbridas e de membranas dopadas com ácido fosfórico, e tem grande experiência no controlo da arquitetura de materiais cerâmicos, funcionalização de materiais porosos com nanopartículas metálicas para eletrocatálise e catalisadores de metais não-nobres para PEMFC. A equipa de "Engenharia e Arquitetura de Macromoléculas" do ICGM tem uma reconhecida experiência na síntese e caracterização de copolímeros fluorados, nas suas aplicações no campo de elastómeros, surfactantes, eletrólitos poliméricos e sua funcionalização, especialmente por grupos de heterociclos de azoto, fosfónicos e de amónio.

Universidade do Porto, Portugal Sítio Web: https://sigarra.up.pt
Logo porto O Laboratório de Engenharia de Processos, Ambiente, Biotecnologia e Energia (LEPABE) é um grupo interdisciplinar avaliado como Excelente pela FCT. O projeto será desenvolvido na Linha de Processos, Produtos e Energia, coordenada por A. Mendes, com competências em otimização de processos químicos e eletroquímicos e simulação fenomenológica. O grupo desenvolve actividades em PEMFC e HTPEMFC, células fotoelectroquímicas e baterias redox de caudal. Nestas áreas publicou mais de 60artigos SCI e participa em 7projetos.
O Centro de Estudos de Fenómenos de Transporte (CEFT), avaliado pela FCT como Excelente, versa os Fenómenos de Transporte, da macro à micro escala, com estudos numéricos, experimentais e de formulação teórica.O projeto será desenvolvido no grupo de Energia, coordenado por A. Pinto, com experiência na operação, desenho e otimização (por modelação) de PEMFC, DMFC, DEFC, MFC, MicroFC e Eletrolisadores PEM. Na área, publicou mais de 50artigos SCI e coordenou 4 projetos nacionais.


LNEG - Laboratório Nacional de Energia e Geologia, Portugal  Sítio Web: http://www.lneg.pt/
 logo LNEG O LNEG é um laboratório do estado (Ministério da Economia) focado em I&D em Energia e Geologia, orientada para as necessidades da sociedade e das empresas, investindo numa investigação sustentável. Uma das áreas de investigação principais, diretamente relevante para o projeto, é o desenvolvimento de sistemas de produção de energia, incluindo tecnologias relacionadas com o hidrogénio: produção, armazenamento e células de combustível (FCs).
O LNEG tem vasta experiência na síntese de fotocatalisadores para geração de hidrogénio, membranas e catalisadores suportados para PEMFCs e DMFCs, caracterização estrutural e eletroquímica de materiais, desenvolvimento, preparação e avaliação de MEAs e implementação de protótipos de FCs. O LNEG detém nestas tecnologias laboratórios dedicados e bem equipados. CM Rangel com mais de 100 publicações SCI coordenará a participação do LNEG. É dado ênfase à transferência de tecnologia para
o setor produtivo e ao apoio ao Governo para as políticas públicas.

Institut National Polytechnique de Toulouse, France Sítio Web: http://www.inp-toulouse.fr
 logo inp O INPT/IMFT tem estado a trabalhar na modelação e simulação numérica de transferências em PEMFC nos últimos 10 anos (o que deu origem a 7 teses de doutoramento e 16 artigos em revistas) e fez avanços internacionalmente reconhecidos na transferência de água, especialmente nas camadas de GDL e catalisador. As simulações estão baseadas em modelos de redes de poro. Os modelos de rede de poro são particularmente eficientes para modelar a formação de água líquida e transferência.
Avanços recentes no quadro de trabalhos dos projetos europeus FP7-FCHJU, IMPALA e IMPACT, contemplam aprofundar os fenómenos de mudança de fase líquido-vapor (condensação-evaporação).
Os resultados estão em consonância com diversos resultados experimentais. Também se levaram a cabo trabalhos de simulação de fenómenos de degradação (impacto da perda de PTFE e superfície ativa de platina).

Ariema Energía y Medioambiente. S.L., Spain Sítio Web: http://www.ariema.com/
 ariema logo ARIEMA é uma empresa independente líder em hidrogénio e células de combustível em Espanha.
ARIEMA é também uma das empresas líderes na promoção de projetos de inovação, desenvolvimento tecnológico e de gestão de atividades de colaboração público-privada para o fomento de atividades de investigação e desenvolvimento tecnológico empresarial.
ARIEMA é uma spin-off tecnológica do Instituto Nacional de Técnica Aeroespacial (INTA), nascida em 2002, constituída por cientistas e investigadores que trabalham nas áreas de energia, hidrogénio e células de combustível há vinte cinco anos. A experiência dos seus profissionais (instalações do El Arenosillo em Huelva, numerosos projetos europeus...) tem permitido que a ARIEMA se consolide como a empresa espanhola de referência para iniciativas de hidrogénio e células de combustível, com experiência destacada na gestão de I+D também em temáticas relacionadas. ARIEMA foi reconhecida com o selo das PME inovadora do MINECO.

Apria Systems. S.A, Spain Sítio Web: http://www.apriasystems.es/
 logo apria APRIA Systems (2006) é uma PME tecnológica, spin-off da UC, cuja atividade é fortemente influenciada pelo papel de I+D+i para fornecer soluções avançadas na aplicação de novas tecnologias em campos como eletroquímica e membranas. APRIA Systems tem sido reconhecida pelo Ministério da Economia e Competitividade com o selo de PYME inovadoras.
APRIA Systems desenvolveu inúmeros projetos de I+D+i, provenientes tanto de convocatórias competitivas como de contratos privados. Dentro das convocatórias competitivas, atualmente está a coordenar um projeto no âmbito do Horizonte 2020. Em termos de desenvolvimento de contratos privados, APRIA Systems tem colaborado com a empresa Ecobike na avaliação e potencial de implementação de células de combustível como uma fonte de energia para bicicletas elétricas. O conhecimento e a experiência adquiridos pela APRIA Systems permitem assegurar o correto desenvolvimento das atividades encomendadas.

Institut de la Filtration et des Techniques Séparatives. IFTS, France Sítio Web: http://www.ifts-sls.com/
 logo IFTS O IFTS é um centro de investigação e ensaios especializado na separação de fluído-partículas. Como centro de investigação, o IFTS está a preparar métodos de ensaio baseados em equipamentos que desenvolveu para caracterizar o desempenho dos materiais de separação. O IFTS desenhou um porosímetro que utiliza a tecnologia de deslocamento de líquido (LLDP) para obter a distribuição de tamanho de poro de um meio poroso até poucos nanómetros (<10 nm). Este equipamento, o primeiro do seu tipo, foi posto no mercado em 2013. Esta é a base para o desenvolvimento de um método para caracterizar GDL e MPL no projeto e deverá desenvolver-se para refletir as especificidades destes materiais.

NanoInnova Technologies S.L., Spain Website: http://www.nanoinnova.com/
 nanoinnova Desde o ano 2013 a Nanoinnova tem-se dedicado ao desenvolvimento de processos de esfoliação e funcionalização química a partir de grafite industrial, comercializando este material sob a marca GRAPHENIT . As aplicações em que a NIT concentrou as suas atividades industriais têm-se focado no desenvolvimento de aditivos para catalisadores eletroquímicos, tintas anti-corrosão, aditivos de resinas e de cimento. A capacidade de desenvolvimento químico da NIT em grafeno proporciona a possibilidade de síntese de eletrocatalisadores de baixo custo com uma baixa quantidade de metais e mesmo ausência deles. Um dos produtos à venda pela NIT é um catalisador eletroquímico com atividade para redução do oxigénio na ausência de metais. A contínua investigação e desenvolvimento destes materiais possibilita a redução de custos dos mesmos e aumenta a sua capacidade de implementação em sistemas eletroquímicos comerciais.
Cookies make it easier for us to provide you with our services. With the usage of our services you permit us to use cookies.
More information Ok Decline